domingo, 20 de agosto de 2017

Se vão



O tempo passa e nossos sabores vão sendo provados,
Seu passado passa, seu presente passa, 
O futuro nem ao menos existe,
Suje os pés na lama, mas faça o que te faz bem,
Sua vida, seus prazeres são únicos, pessoais,
Seja que realmente gostaria de ser,
O tempo passa, as pessoas se vão, tudo perece,
Tudo se acaba, então viva o agora,
Vocês se foram e eu nem os vi partir,
Sabe os aliens ? Ainda não chegaram,
Sua trilogia favorita continua sendo produzida,
Na verdade nada é como antes,
E la se vão três anos,
Se vão,

Beto Uchôa

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Os mortos continuam la.


Hoje o mundo chora com a imagem do menino sírio,
E amanhã o mundo se esquece novamente,
Os mortos em Omaha ainda estão la,
E nada aprendemos com isso,
Os mortos ainda não os mesmos,
Os fracos, manipulados, usados,
Mas são apenas mortos, apenas estatísticas,
Nada irá mudar,
Os mortos continuam la.

Beto Uchôa
 

terça-feira, 21 de julho de 2015

A vida é incerta


Viver realmente é algo muito pessoal, muito único,
E vivendo descobrimos que não temos controle de nossa vida,
Que não há dor tão ruim que não possa ser ainda pior,
E ao mesmo tempo não há dor que não possa ser superada,
Que não há amor que não possa ser substituído,
Ver um pai partir e não poder fazer nada, sim,
Saber que não há dinheiro nem nada no mundo que evite isso,
E vão passando pessoas, colegas,
Amigos, amores, inimigos, conhecidos,
Presenciar a queda de pessoas intocáveis,
E ver aquele desacreditado sobreviver e viver,
E os valores vão sendo trocados, testados e trocados novamente,
A vida vai se desenhando,
E quando parece que estamos com a caneta na mão...
A vida é incerta, apenas o seu fim é certo.

Beto Uchôa

" O que da encanto a vida não são as certezas,
são as incertezas !

(Oscar Wilde)


segunda-feira, 22 de junho de 2015

São Paulo


A luz, os fios, o concreto,
A escolha é sua,
Se aquecer ao sol,
Se amarrar aos fios,
Se esconder em meio ao concreto,
Você escolhe ser enganado ou enganar,
Viver ou morrer,
Esconder quem realmente é,
São Paulo, selva,
Amor e ódio, riqueza e pobreza,
Uma cidade de escolhas,
De bem e mal,
São Paulo,
Nada melhor, nada pior,
Nada além de concreto, fios e luz.

Beto Uchôa

quinta-feira, 5 de março de 2015

Você apagou a luz


E no fim nem as promessas restaram,
Você apagou a luz e ocultou a saída,
Como todas as coisas nascem e morrem,
Algumas precisam morrer para renascer,
Mas como ver o que sobrou,
 Se a luz ainda continua apagada,
Se nem mesmo minha audição voltou ao normal,
Antes de juntar o resto deixe que sangre um pouco mais,
Onde você jogou a chave ?
Onde esta o GPS com o caminho de volta ?
Aquelas falas foram piadas,
Os seriados e filmes também,
As noites, os almoços e jantares,
Os vinhos, as festas, e mais vinhos...
As caminhadas na Avenida Paulista,
O sol, o sal, o final,
Você apagou a luz, a ilusão acabou,
Agora o tolo raspa pedras em busca de faíscas,
E no fim nem mesmo teus olhos eu vi,
Anotado na lista da vida:
" Nunca amar novamente "

Beto Uchôa